Uma tragédia esta manhã na Linha Amarela, uma via que liga a zona norte à zona oeste do Rio, deixou 5 mortos e 5 feridos. Lastimável este acontecimento onde o motorista do caminhão da prefeitura esqueceu de baixar a caçamba e terminou que bateu na passarela qe fica próximo à Abolição.

Veja as fotos do acidente:

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, disse que não sabe se a Linha Amarela será liberada ainda nesta terça-feira. Um caminhão atingiu e derrubou a passarela na altura da saída de Pilares, na Zona Norte, causando a morte de quatro pessoas e ferimentos em outras seis. Um helicóptero foi usado no resgate as vítimas.

“O secretario de Obras está a caminho com engenheiros para avaliar a situação e se será possível liberação ainda hoje, de preferência até a volta para casa. Mas ainda não dá para afirmar isso”, disse. Paes também falou sobre as vítimas do acidente. “É lamentável que vidas tenham se perdido nessa trágédia”.

De acordo com a concessionária Lamsa, o veículo, maior que o limite de altura de 4,5 metros daquele trecho, arrastou a passarela de metal e a derrubou sobre carros, que foram esmagados. De acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos quatro pessoas morreram. Para deixar o local, os motoristas tiveram que dar marcha à ré.

Tráfego proibido De acordo com a Prefeitura do Rio, no horário em que aconteceu o acidente, não é permitido o tráfego de caminhões e carretas na via expressa. “A gente ainda não sabe as razões, em geral, esse caminhão tem altura tranquila para passar, parece que a caçamba estava levantada, mas trafegar nesse horário é proibido. Estamos levantando isso, pra apurar as razoes dessa tragédia”, afirmou o prefeito Eduardo Paes, que acompanha a situação do acidente no Centro de Operações Rio.

“Nossa prioridade é o trabalho dos bombeiros pra levar as vítimas para rede pública de saúde. Todos os acessos da Linha Amarela estão completamente fechados, a gente pede que usem vias alternativas, a gente está priorizando atendimento às vítimas, já tem máquinas da Prefeitura indo para o local e assim que possível liberar a via”, disse.

A carreta envolvida no acidente tinha adesivo com o logo da Prefeitura. Questionado se o veículo estava a serviço da Prefeitura, o prefeito Eduardo Paes disse que o foco agora é o atendimento às vítimas.