Dois homens foram presos e dois menores foram apreendidos após roubar um carro e fazer o motorista refém, no bairro do Cachambi, na Zona Norte do Rio, no início da madrugada desta quinta-feira. Eles foram detidos após uma perseguição de cerca de cinco quilômetros. Todos são moradores do Morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão. Um dos adolescentes foi baleado e está internado no Hospital Municipal Salgado Filho (HSF), no Méier.

De acordo com o auxiliar de eletricista, de 23 anos, que preferiu não se identificar, ele saia da casa da namorada e entrava em seu Gol quando foi abordado por quatro homens, sendo dois armados, nos primeiros minutos da madrugada. Ele foi obrigado a entrar no carro e dirirgir para os bandidos. A jovem que assistiu a tudo acionou a PM e informou as características do veículo.

Na Avenida Pastor Martin Luther King, na altura de Del Castilho, policiais do 3º BPM (Méier) avistaram o veículo, iniciando a perseguição. Cinco quilômetros depois, na mesma via, na altura de Coelho Neto, os militares conseguiram interceptar o veículo. Na tentativa de fuga, um menor armado, de 17 anos, sacou uma arma e fez menção em atirar contra os PMs.

Ele acabou baleado na perna. O adolescente está apreendido sob custódia no HSF. Não há informações sobre seu estado de saúde.

“Foram momentos de terror. Eles estavam muito nervosos e dizeram que só queriam fugir e que depois me libertariam. Passei por uma viatura da polícia e cheguei a pensar em jogar o carro em cima para chamar a atenção dos PMs, mas estava com uma arma apontada para a cabeça”, contou o auxiliar de eletricista, que chegou a ser agredido na cabeça, possivelmente por uma coronhada.

De acordo com a polícia, Rodolfo Duarte dos Santos, de 18 anos, Leonardo Teodoro Sandes, 20, um menor de 16 anos, além do outro baleado, são moradores da Rua Canitá, principal acesso ao Morro da Fazendinha. Nenhum deles tinha antecedentes. Foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma réplica de pistola. O carro da vítima foi recuperado.

O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha), central de flagrantes da região.