Neste ano já morreram muitas pessoas importantes pelo mundo, é sinal de que estamos ficando velhos….

Morreu nesta segunda-feira (8) a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, aos 87 anos. Segundo informações oficiais, Thatcher sofreu um acidente vascular cerebral.

“É com grande tristeza que Mark e Carol Thatcher anunciam que sua mãe, a baronesa Thatcher, morreu pacificamente em seguida a um derrame nesta manhã”, afirmou o porta-voz da família. A ex-premiê esteve internada diversas vezes nos últimos anos.

Margaret Thatcher (© AP)

Thatcher foi a primeira mulher a se tornar primeira-ministra britânica, cargo no qual ficou por três mandatos consecutivos, entre 1979 e 1990.

Figura marcante e influente da política inglesa durante o século XX, a conservadora implantou uma gestão de austeridade em diversas áreas, como a econômica e a militar.

Em razão da austeridade na luta contra os sindicatos e nas críticas contra a União Soviética, ela foi apelidada de “Dama de Ferro” pelos soviéticos na década de 80. Em 1984, Thatcher sobreviveu a uma tentativa de assassinato

A premiê liderou o país na Guerra das Malvinas contra a Argentina, e saiu vitoriosa em 1982, o que a impulsionou para um novo mandato em 1983. A guerra, que causou a morte de 649 militares argentinos, 255 britânicos e três ilhéus, terminou no dia 14 de junho de 1982 com a rendição argentina. Documentos particulares de Thatcher, divulgados no último dia 21 de março, refletem o ‘caos’ no qual mergulhou o partido no governo britânico após a incursão argentina.

Thatcher foi eleita para o terceiro mandato em 1987, mas apesar de sua terceira vitória histórica, sua popularidade logo começou a despencar. O principal motivo foi a política conhecida por Community Charge ou ainda Poll Tax, um imposto regressivo. Introduzido na Escócia em 1989 e na Inglaterra e no País de Gales em 1990, o imposto era amplamente visto como injusto, com milhões de pessoas se recusando a pagar e indo para a cadeia. Protestos contra o imposto se transformaram em motins.

Com a crescente impopularidade e após a saída de importantes membros de seu gabinete, Thatcher disse se sentir traída e anunciou sua renúncia em novembro de 1990.

Nascida em 13 de outubro de 1925 em Grantham (norte da Inglaterra), a política conservadora procedia de uma família humilde.

Thatcher ganhou as eleições de 1979 em um momento no qual o Partido Trabalhista estava enfraquecido e o país estava paralisado por greves e pela crise econômica.

Sua chegada ao poder significou uma completa transformação do Reino Unido: Thatcher apoiou a privatização de indústrias estatais e do transporte público (trens e ônibus); empreendeu uma reforma dos sindicatos, que praticamente foram retirados do poder; diminuiu impostos e gastos públicos e adotou uma flexibilização trabalhista.

A ex-premiê sofria de mal de Alzheimer havia alguns anos e não falava em público desde 2002, quando sofreu uma série de pequenos derrames e duas embolias.

A última internação de Thatcher ocorreu em dezembro do ano passado, quando se submeteu a uma cirurgia para a retirada de um tumor na vesícula.

Margaret Tatcher, a icônica primeira-ministra do Reino Unido, morreu nesta segunda-feira (8), aos 87 anos, em decorrência de um derrame. A política, que ficou conhecida como “Dama de Ferro”, mudou os rumos da economia britânica nos anos 80 e influenciou o mundo todo