Edir Macedo foi incluído, pela primeira vez, na lista de bilionários publicada anualmente pela revista Forbes, divulgada nesta segunda-feira. O bispo aparece na posição 1.268 entre os mais ricos do mundo, 41º entre os brasileiros, com fortuna calculada em US$ 1,1 bilhão (ou R$ 2,2 bilhões, no câmbio atual).

Edir Macedo é destacado pela revista como um dos líderes religiosos mais ricos do mundo, além de ser um “proeminente barão da mídia no Brasil”, diz a publicação.

A Forbes  afirma que a principal responsável pela fortuna de Macedo é a Rede Record, da qual o bispo é controlador. “Não é claro de onde ele tirou o dinheiro para comprar a empresa. O Ministério Público do Brasil sonda essa questão há dez anos. Relatórios sugerem que usou fundos da igreja”, diz a revista, que classifica ainda a Universal do Reino de Deus, fundada pelo bispo, como “uma das mais controversas religiões do país”.

A publicação lembra ainda que Edir Macedo também é dono da W67CI, uma afiliada da Telemundo em Atlanta, onde o bispo tem residência.

“Sua biografia de 2012, ‘Nada a perder’, narra os 11 dias que passou na cadeia, em 1992, acusado de charlatanismo (ele foi inocentado das acusações). As vendas do livro superaram as da biografia de Steve Jobs no país, onde permaneceu por seis semanas nas listas de mais vendidos”, diz a Forbes.

Procurado pela publicação, Edir Macedo não comentou a reportagem.