Isso é o que foi divulgado nos jornais, pelo que fiquei sabendo em off teve muito mais mortes e feridos, em Alcântara, Rodo de Itaúna, Monjolos, Nova cidade e Barro Vermelho tenho informações que a violência rolou solta com baleados e até facadas, fora as tradicionais brigas. Há uma diminuição da violência nos morros do Rio e há um aumento da violência nas regiões em torno da cidade do Rio de Janeiro, isto é um fato e a prova de que a violência por aqui está só dando um tempo e esperando os grandes eventos acabarem para retornar.

 

 

Nove pessoas foram baleadas na madrugada desta quarta-feira em São Gonçalo. O soldado Paes, lotado no 7º BPM (São Gonçalo), e outras seis pessoas foram atingidas no início da madrugada desta Quarta-Feira de Cinzas, durante uma comemoração deCarnaval  de rua, no bairro Santa Isabel. Cinco vítimas são mulheres. O autor dos disparos fugiu.

De acordo com o 7º BPM, por volta de 00h40, um homem fez disparos no meio da multidão, que particpava do Carnaval de rua na Praça de Santa Izabel. A suspeita inicial da polícia é que o autor tenha tentado atingir apenas uma pessoa. Um homem levou três tiros no abdômen. Um grupo de cinco mulheres, que estava próximo a ele, foi ferido. A maioria foi atingida na perna ou no braço.

Os tiros disparados pelo desconhecido contra o suposto alvo foram dados na direção onde estavam baseados em uma viatura PMs do 7º BPM que faziam patrulhamento na praça devido ao evento. O soldado Paes foi atingido no pescoço. Segundo o batalhão, ele não corre risco de morrer.

O soldado Paes e outras quatro vítimas foram socorridas no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. As outras duas foram levadas para o Pronto-Socorro do município. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos pacientes. Segundo o batalhão, o PM não corre risco de vida. As investigações estão sendo feitas por policiais da 75ª DP (Rio D´Ouro).

Policial civil é preso por tentativa de homicídio

Também no início da madrugada em São Gonçalo, o policial civil aposentado Sebastião Rangel de Araújo, de 59 anos, feriu a tiros um menor de 14 anos e um jovem de 21, no bairro Paraíso. Ainda segundo o 7º BPM, ele fez vários disparos a esmos com um revólver calibre 32, após descer de um ônibus. Na 73ª DP (Neves), ele disse não saber o motivo de ter atirado nos jovens, ainda segundo o batalhão. A polícia suspeita que ele estava embriagado.

Os feridos foram levados para o Pronto Socorro de São Gonçalo. Felipe Menezes Leal de Almeida, de 14 anos, foi baleado na perna esquerda, e Cristian Oliveira de Lima, de 21, foi ferido no braço esquerdo. Sebastião foi preso em flagrante e autuado por tentativa de homicídio. Ele deve ser transferido ainda nesta manhã para o presídio de segurança máxima de Bangu 2.