Até o penúltimo capítulo de Avenida Brasil, exibido na noite de quinta-feira (18), O Fuxico acertou todos os lances da última semana do folhetim, publicados até agora. Para o último episódio, que vai ao ar nesta sexta-feira (19), o autor Emanuel Carneiro preparou mais de um desfecho, principalmente para o destino de Carminha (Adriana Esteves), a vilã da trama global.

Contudo, uma coisa é certa: Carminha vai pagar por seus crimes, incluindo a morte de Max (Marcello Novaes). A dúvida que ainda paira é se ela voltará mesmo para o lixão, onde retomará a vida simples e sem luxo ao lado de Lucinda (Vera Hotz) – este é um dos desfechos escritos para o último capitulo.

Foram escritas duas possibilidades para a cena final da vilã. Em uma delas, Carminha deixa a cadeia, após algum tempo pagando pela morte de Max (período que não é especificado no roteiro) e se surpreende ao ver Lucinda esperando por ela, dizendo que está lá para cuidar da “filha de coração”. As duas vão juntas ao lixão e a loira confronta sua nova e conhecida realidade.

“E eu que aos 16 anos jurei que nunca mais ia botar meus pés aqui… O mundo dá volta, dá volta, dá volta… e a gente cai sempre no mesmo buraco”, diz Carminha.

“É só por um tempo, filha. Você fica até se ajeitar, organizar a tua vida… Quando cê achar um lugar melhor, você vai”, responde a mãe do Lixão.

“Não, Lucinda, eu não quero”, diz a ex-mulher de Tufão.

“Não?”, devolve Lucinda.

“Se você deixar, é aqui que eu vou ficar”, define Carmem Lucia.

“Minha filha, eu te trouxe pra cá. É claro que você tá convidada a ficar o tempo que quiser. É que eu acho que você merece um lugar melhor”, diz a mãe de Max.

“Não senhora. Eu vim pra ficar”, define a loira.

“Você já conseguiu tanta coisa na vida, Carminha. Daqui a pouco você começa de novo”, aconselha Lucinda.

“Deus me livre! Eu fui a Carminha Tufão! Sabe o que é isso? Eu tô exausta! Meu lugar é aqui”.

Assim, a última imagem que teríamos de Carminha no referido capitulo é ela olhando para as casas simples e o monte de lixo no qual as pessoas buscam sustento.

Outra possibilidade para o final de Carmem Lucia é de que o público só descubra que ela voltou para o lixão de surpresa. Assim, veríamos a ex-vilã sendo presa pelo assassinato de Max e, após uma passagem de tempo, a cena cortaria para uma catadora de lixo que, de costas para a câmera, revira um pouco de entulho. Somente depois é que ela vira seu rosto e saberíamos se tratar da loira.

Ao voltar para casa com os materiais que conseguiu recolher, Lucinda avisa que Carminha tem visita. É quando surgem Jorginho (Cauã Reymond) e Nina (Débora Falabella) com uma criança.

“Já tava na hora de você conhecer seu neto, Carminha”, comenta Nina.

“Jorge Tufão Neto. Ele já fez um ano…”, diz Jorginho.

“Eu sei. Pensei em mandar um presente pela Lucinda, mas achei que… Vocês aqui, me visitando… Nunca imaginei… Eu não esperava, não esperava…”, fala Carminha, sem esconder a emoção.

“Você se arrependeu, Carminha, pagou pelos seus pecados. Merece a chance que o Jorginho e a Nina tão te dando…”, frisa Lucinda.

“Gostei de ver. Tá cumprindo sua promessa… Jorginho tá com uma cara tão boa, feliz. Você tá lindo, filho!”, diz Carminha, lembrando de um pedido que fez à Nina antes de ser presa, para que cuidasse muito bem de Jorginho.

A vilã redimida pega o neto no colo e volta a ficar emocionada.

“Ele tem as suas mãos, filho… As minhas mãos, olha… Parece tanto com você… Tanto…”, comenta Carminha, entre abraços e brincadeiras com o neto.

A loira decide fazer um risoto de frango para o filho e a nora, a mesma receita que aprendeu enquanto estava nas mãos de Nina quando as duas moravam na mansão de Tufão. O prato é aprovado por todos e recebe elogios e, aproveitando o clima descontraído, Carminha aproveita para perguntar de quem foi a ideia da visita.

“A mãe Lucinda tava insistindo há um tempão pra gente vir, mas quem tomou essa decisão foi a Nina”, responde Jorginho.

“Isso quer dizer que você me perdoou, depois de tudo que eu te fiz. Provou que é superior a mim!”, diz Carminha.

“E você, Carminha? Me perdoa também? (T) Eu transformei a sua vida num inferno, fiz de tudo pra você sair daquela casa”, pergunta Nina.

“Eu tô vivendo uma vida de verdade agora, graças a você”.

“Não te perguntei isso. Quero saber se você me perdoa”.

“E adianta não perdoar? Ódio, vingança, nada disso tem mais sentido pra nós duas”.

“Agora só falta um abraço pra selar a paz”, interrompe Lucinda.

“Ai, minhas almas… “, responde Carminha que, apesar da resistência inicial – que Nina também sente, decide dar o abraço na jovem.

Todos ficam muito emocionados com a cena, e as duas tentam disfarçar ao máximo. Tanto que Carminha muda logo de assunto e se oferece para fazer café. A cena corta com as duas na cozinha, preparando a bebida, e tendo uma conversa sem jeito e até engraçada, revelando um clima de intimidade entre elas.

“Nosso destino é esse, não é traste? Sempre juntas!”, diz Carminha.

“É, Carminha… Tá parecendo que é, né?”

“Vamos tomar esse café? Deixa que eu te sirvo…”, diz a ex-enteada da megera.

“Sabe como eu gosto, né? Adoçante! Que só me falta ficar gorda… Aí é perda total…”, brinca Carminha, enquanto a câmera mostra a família reunida.

Uma outra possibilidade é de que a trama encerre em clima de festa no bairro do Divino. Uma sugestão é de que as cenas finais mostrem uma partida importante para o time do Divino, que vale a entrada na primeira divisão do futebol do Rio de Janeiro. Todas as estrelas estão em campo, inclusive Adauto (Juliano Cazarré), recuperado do trauma do pênalti perdido e do apelido de “chupetinha” graças à namorada, Olenka (Fabíula Nascimento).

A partida é acirrada e fica empatada em um a um até o último minuto, quando o Divino tem uma penalidade máxima para chutar. E adivinha quem tem a oportunidade de ouro? Adauto novamente. Mesmo com medo de errar mais uma vez, ele é firme em sua cobrança e marca o gol histórico para o Divino, se redimindo do seu passado e fazendo um coração com as mãos para Olenka, que está na arquibancada. Aliás, não somente ela como Tufão, Monalisa e grande parte do elenco do bairro estão no local, festejando a conquista.

Confira abaixo os finais dos outros personagens:

Tufão e Monalisa, que já reataram o relacionamento, terminam felizes e morando na mansão do ex-jogador reformada;

Tessália (Débora Nascimento) continua feliz com Darkson (José Loreto), enquanto Leleco e Muricy assumem que voltaram;

Cadinho (Alexandre Borges) se casa (de forma não-oficial) com Noêmia (Camila Morgado), Alexia (Carolina Ferraz) e Verônica (Débora Bloch) e os quatro continuam morando no Divino;

Suelen (Isis Valverde) se torna mãe de um menino, que é criado com Roni (Daniel Rocha) e Leandro (Thiago Martins). Uma cena que pode não ir ao ar daria a pista de quer Roni é o pai biológico da criança;

Ivana (Letícia Isnard) começa a namorar Silas (Ailton Graça) e passa a administrar o bar que ele tem;

Santiago (Juca de Oliveira) permanece preso.