Policiais da Divisão de Homicídios (DH) estão, na manhã deste sábado, em operação na Rocinha, na Zona Sul do Rio, para cumprir dois mandados de busca e apreensão, além de dois de prisão, na favela.
Segundo o delegado Rivaldo Barbosa, titular  da especializada, o objetivo é encontrar os autoresda morte do policial militar Diego Bruno Barbosa Henriques, de 25 anos, morto na noite desta última quinta-feira.

Nesta madrugada, um carro da Polícia Militar, usada no policiamento da favela foi atacado por um coquetel molotov. Segundo a PM, o carro, que estava estacionado na Rua 2 da comunidade, foi incendiado e não havia policiais no interior do veículo. Os PMs faziam um patrulhamento a pé numa rua próxima e quando voltaram viram o fogo. Uma versão investigada é que de que o artefato teria sido lançado após a prisão de um morador que realizava uma festa.