Esta semana eu ouvi e li muitas gracinhas de amigos meus na internet e pessoalmente e ouvi quieto pois eu concordo com o que foi dito. Esta maldita aliança PT-Maluf em São Paulo ferve na cabeça dos direitistas e na cabeça dos despolitizados.

Os direitistas aproveitam a fama (ruim) do Maluf para sentar o cacete no PT que sempre foi oposição ao dito cujo e os despolitizados nos jogam exatamente esta incoerência, hipocrisia na cara. Não gosto do Maluf, acho ele um safado, ladrão, corrupto e que TEM voto (seu Partido PP). Isto mesmo, ELE tem VOTO e a culpa é de quem se ele tem VOTO? Minha que não é pois jamais votaria nele, do PTista também não é… Maluf teve em 2010 quase 500 mil votos para deputado federal e de onde partiram estes votos? Então me poupem direitistas conservadores das suas piadinhas, estas sim hipócritas.

São Paulo está sendo governado pelo conservadorismo há quase 2 décadas e está na hora da esquerda mudar este quadro que se encontra a maior cidade e mais rica do país que tem um monte de gente pobre ignorada e se para isso tem que se aliar a oposição que se alie, aliança não quer dizer que somos iguais e sim apenas que queremos ganhar. Ganhar significa tentar mudar a vida dos paulistanos para melhor, com mais educação, segurança, transportes, e que a minoria seja parte deste município e que não vivam à margem sendo explorados pelo conservadorismo, significa tirar da linha da pobreza quem a direita ignora e mantêm no esquecimento. Se para vencer o Serra nós não precisassêmos do Malu seria o melhor dos mundos mas infelizmente este não é o caso. Para vencer temos que trabalhar com adversários e amigos políticos independente de quem sejam.

E Lula é um líder e sabe o que faz, se está errando é um erro com um acerto mais na frente e este acerto vai fazer de São Pulo uma cidade mais digna aos seus habitantes. Lula levou o Brasil ao patamar que se encontra hoje, uma potência reconhecida e respeitada em todo o mundo, economicamente e socialmente falando. E o que nosso líder fala e faz tem de ser respeitado e mesmo não concordando temos que fazer e acreditar na sabedoria do mestre.