Manaus – A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas abriu investigação e solicitou a prisão preventiva dos policiais envolvidos em uma ocorrência na qual um integrante da Força Tática de Manaus atira à queima-roupa contra um adolescente de 14 anos. A ação foi gravada por uma câmara de segurança e chegou ao conhecimento da Procuradoria de Justiça do Estado.

Segundo informa o Jornal da Globo, o garoto foi abordado pelos policiais em uma noite de agosto, na periferia de Manaus. Em um momento em que fica sozinho com um soldado, encostado em um muro, recebe o tiro, que atinge um dos pulmões. Ainda segundo o telejornal, apesar de o adolescente não esboçar qualquer reação, no boletim de ocorrência consta que a guarnição policial foi recebida a tiros e, por isso, foi obrigada a atirar para se defender. O Ministério Púbico do Amazonas confirmou ao programa que o garoto, que já deixou o hospital, não tem antecedentes criminais e que sua família foi incluída na lista de proteção a testemunhas.

Anúncios