Foto: AFP

Rio – A dois dias da visita do presidente dos EUA, Barack Obama, o Rio já está praticamente todo preparado para recebê-lo, e o nível de segurança é o máximo possível. Ruas, estações do metrô, comércios, espaço aéreo e pontos turísticos serão fechados para garantir proteção ao visitante ilustre. Na região onde o presidente estiver, qualquer aeronave que não fizer parte da equipe de segurança do governo americano será abatida. Neste megaesquema, baterias antiaéreas, caças F-5EM, Mirage 2000 e A-29 Super Tucano e aviões da FAB estarão de prontidão. Ontem, foram divulgadas as mudanças no trânsito do Centro, próximo à Cinelândia, onde Obama fará um discurso para o povo no domingo à tarde. As interdições começam à meia-noite de hoje.

Foto: André Luiz Mello / Agência O Dia
Agentes americanos e policiais brasileiros estiveram ontem, mais uma vez, no Theatro Municipal | Foto: André Luiz Mello / Agência O Dia

No domingo, o metrô funcionará em esquema especial e a estação da Cinelândia — região onde Obama vai discursar — ficará fechada até as 16h30. A frota de ônibus que circula na área vai operar inteira: serão 2.088 veículos, de 83 linhas. A Polícia Militar vai colocar nas ruas cerca de 200 homens. A Guarda Municipal vai atuar com 193 agentes e 45 viaturas. Todo o comércio da Cinelândia e vizinhança estarão proibidos de funcionar no domingo.

Amanhã tem ensaio

No local do pronunciamento, ficarão posicionados snipers — atiradores de elite — do Bope, da Polícia Federal e do Serviço Secreto dos EUA. Pelo menos um ponto de revista será instalado no acesso à área onde vão ficar os 5.550 convidados dos governos municipal e estadual e da embaixada americana. Na comitiva de Obama, haverá 35 carros do Serviço Secreto dos Estados Unidos, sem contar os de outras forças brasileiras. Ontem, à noite, houve ensaio com carros oficiais dos EUA em alguns dos trajetos que serão feitos pelo presidente. Amanhã cedo, haverá outro nos pontos que ele vai visitar. Uma sala de crise, no Centro de Operações Rio, vai funcionar para emergências.

Ao descer na Base Aérea do Galeão, por volta das 18h30 de sábado, Obama segue de helicóptero para o Clube do Flamengo, de onde vai sair de carro para o hotel — que deverá ser o Marriot, de Copacabana.

Cardápio: Picanha e baião de dois

O Itamaraty divulgou, ontem, o cardápio do almoço que será oferecido a Obama e família no sábado. Serão servidos picanha com legumes e baião de dois. Para sobremesa, haverá frutas tropicais e sorvete de graviola. Para beber, o vinho gaúcho da Casa Valduga, de Bento Gonçalves (RS).

Chega a ser engraçado, a segurança vai funcionar perfeitamente na estadia de Obama em solo brasileiro. Isto vem a provar o raciocínio de muitos brasileiros: quando quer funciona. Enquanto isso o povo do Estado fica à mercê, esperando por alguns dias (é, por que um dia vai voltar a como era antes) melhores. Obrigado Obama por eu poder sair de casa sem meu colete à prova de balas, sem meu capacete de guerra e sem medo.