Que existe muitos mal educados e apressadinhos no trânsito não é novidade nem para o pato Donald. Que as BLITZ da lei seca é só mais um mecanismo para arrecadar para o município já é um fato. Logo, cabe a nós pessoas do bem tentarmos nos conscientizar e conscientizar o próximo da responsabilidade ao volante. Por causa de pessoas imprudentes famílias são ceifadas sem direito de defesa, é um “qualquer” que avança o sinal, é um “qualquer” que dirige como se estivesse numa pista de corrida, é um “qualquer” que não respeita nehuma lei de trânsito… A lei seca é boa? Até é mas não é a ideal, por que na verdade não pega o imprudente, não pega o “qualquer”, geralmente pega o pai de família que está com uma lanterna quebrada, o pai de família que está com o IPVA atrasado, enfim máquina de ganhar dinheiro (reboques, município, a própria PM).

Rio – A Polícia Rodoviária Federal informou, nesta quinta-feira, que o Carnaval de 2011 foi o mais violento desde 2003, quando a PRF passou a fazer a coleta nacional de dados através de um sistema informatizado. O número de mortos nas estradas federais foi de 213 pessoas, o equivalente a 47,9% de aumento em relação a 2010.

No total, a PRF registrou 4.165 acidentes (aumento de 28,7%) e 2.441 pessoas ficaram feridas (mais 27,4%). Os dados foram contabilizados entre zero hora de 4 de março e 23h59 do dia 9. Para a PRF, o problema maior continua sendo a imprudência dos motoristas e não no aumento no número de veículos e nem mesmo a chuva.

Santa Catarina obteve o maior número de mortos do Brasil (36). Minas Gerais ficou em segundo (29), Seguido por Bahia (17), Rio de Janeiro (16), Goiás, Paraná e Pernambuco (12). Santa Catarina obteve aumento em decorrência de um acidente entre um caminhão e um ônibus que deixou 27 mortos.